Vitamina B12: micronutriente macro importante

Vitamina B12 : micronutriente mas macro importante

O organismo humano é um complexo de órgãos e tecidos cujo bom funcionamento depende de substâncias intrínsecas e extrínsecas.

A alimentação é uma via de obtenção de conteúdo nutricional essencial à homeostasia do Homem, como por exemplo, as vitaminas e alguns minerais. A vitamina B12 é uma delas, imprescindível a diversos sistemas de órgãos e reações de reparação do organismo.

A vitamina B12, também chamada de cobalamina ou cianocobalamina, é uma das vitaminas do grupo B, é hidrossolúvel e essencial ao organismo, ou seja, a satisfação das necessidades depende da alimentação.

Embora obtida através dos alimentos, este micronutriente não está presente naturalmente nestes, pois é exclusivamente produzida por bactérias. Isto justifica a sua natureza apenas em alimentos de origem animal como a carne, peixe, ovos e leite. A vitamina B12 é produzida pelas bactérias intestinais dos animais que por absorção acumulam-na no músculo e fígado, e por isso a sua presença na carne, peixe e leite. Alimentos como os ovos quando em contacto com as fezes adquirem também a vitamina.

Nós, humanos, conseguimos também produzi-la no nosso intestino, mas pela localização das bactérias responsáveis por isso, no ílion intestinal, a sua absorção vai ser muito reduzida não cobrindo as necessidades nutricionais em B12.

O processo de absorção da mesma começa no estômago, onde depois de separada das proteínas, é conjugada com uma enzima, presente no suco gástrico, o factor intrínseco. Este ao ligar-se à B12 vais protegê-la até ao intestino delgado, onde a vai “abandonar” e permitir a sua absorção para a corrente sanguínea. Daqui, ela vai ser encaminha para as células de forma a desempenhar as suas diferentes funções, ou então, para o fígado onde vai ser armazenada, como reserva.

 

Qual a importância da vitamina B12 para nós?

A vitamina B12, embora seja uma pequena molécula está diretamente ligada a vários processos homeostáticos do organismo humano:

  1. Imprescindível na hematopoiese, ou seja, formação de elementos sanguíneos, como por exemplo, os glóbulos vermelhos;  
  2. Utilizada na obtenção de energia (processo de degradação de hidratos de carbono em glicose);
  3. Reparação e formação de material genético: RNA e DNA;
  4. Ativação da Vit. B9 (ácido fólico);
  5. Prevenção de doenças cardíacas, pelo controlo da produção de homocisteina, aminoácido associado ao desenvolvimento de doenças cardíacas;
  6. Bom funcionamento do sistema nervoso central e periférico, pois constitui a bainha que cobre os neurónios e ajuda na transmissão do impulso nervoso.

 

Como saber se existe défice de vitamina B12?

O défice de vitamina B12 é cada vez mais comum. Este pode resultar de um baixo consumo de fontes alimentares de cobalamina, ou por outro lado, alterações no sistema digestivo que possam causar diminuição de absorção deste micronutriente, como por exemplo, diminuição do suco gástrico durante a digestão (muito comum em idosos), cirurgias do tubo digestivo (estômago ou intestino), síndrome da má absorção (causa diminuição da absorção de todos os macro e micronutrientes), lesões da mucosa gástrica (gastrite) e alguns medicamentos (antibióticos em excesso), álcool e tabaco.

Os principais sintomas aquando deste problema são:

  1. Fadiga
  2. Formigueiro (principalmente pés);
  3. Vertigens ou tonturas;
  4. Perda de apetite e peso;
  5. Falta de ar;
  6. Redução na capacidade cognitiva.

Em situações mais extremas deste défice, pode surgir anemia megoblástica, caracterizada pelo aumento do volume dos glóbulos vermelhos.

 

Devo fazer suplementação de Vitamina B12 nestes casos?

Aquando destes sintomas, a procura de um médico é essencial para despistar qualquer outro problema. Após certificar-te de que existe realmente um défice de Vitamina B12 a procura de um nutricionista é importante para determinares a melhor maneira de suplementação em cobalamina.

Mas, antes que surjam quaisquer destes sintomas, a deficiência desta vitamina pode ser evitada.

Quando sabes que o teu padrão alimentar não inclui as fontes alimentares em cima descritas, ou padeces de uma das patologias mencionadas, então é hora de atuar.

No mercado, cada vez mais, existem alimentos enriquecidos industrialmente (mas adequados) em B12, como por exemplo bebidas vegetais ou mesmo cereais de pequeno-almoço. Uma vez estes não serem suficientes para suprir as tuas necessidades, podes optar por tu próprio enriqueceres as tuas refeições com a levedura nutricional da GRANJO. Rica em Vit. B12 e B9, poderá ser o teu trunfo de prevenção.

 

Do teu nutricionista,

Pedro Lourenço (2061N)

WIEMSPRO PAREDES

Artigos relacionados

dieta alcalina dieta anti-inflamatoria
Dieta Alcalina, uma dieta anti-inflamatória
É correto afirmar que a Dieta Alcalina é uma Dieta Anti-inflamatória? Neste artigo evou explicar porque considero a dieta alcalina uma dieta anti-inflamatória. Mas antes, é necessário entender o que é...
gorduras saudáveis
O lado bom das gorduras: Omega-3 e Omega-6
As gorduras saudáveis Ómega-3 e Ómega-6   Para cobrir as tuas necessidades energéticas, é necessário o recurso aos macronutrientes existentes nos alimentos: Proteínas, Hidratos de Carbono e Gorduras. Sim, e...
proteína vegetal
Proteína Vegetal
Proteína vegetal Caracterização da Proteína  As proteínas são macromoléculas orgânicas presentes nos organismos vivos como constituintes de todos os sistemas. Estas, depois da água, são os constituintes de maior quantidade...